Afinamento capilar e queda de cabelos? Saiba como tratar!

Descubra quais são os cuidados certeiros para você fazer em casa, no consultório e no salão, para frear o afinamento capilar.

Você está sentindo que o volume do seu rabo de cavalo diminuiu e agora o elástico dá mais voltas do que antes? Ou notou uma maior quantidade de fios caídos no boxe, no piso e no travesseiro? Se sim, muito provavelmente você se enquadra nos 50% de brasileiros que sofrem com o afinamento capilar. Apesar de o nome parecer técnico demais, a questão é hoje a maior reclamação relacionada a cabelos tanto nos consultórios dos dermatologistas quanto nos salões. E, no inverno, tende a aumentar, já que os fios são lavados com menos frequência (o que pode acumular oleosidade e entupir os folículos) e levam mais tempo para secar.

Os sintomas listados acima são os primeiros de uma lista que inclui ressecamento, sensibilidade no couro cabeludo e, em situações mais severas, calvície. Antes do desespero, uma ressalva aliviadora: “É um quadro progressivo. Ou seja, quando diagnosticado logo no início, é possível de ser tratado sem deixar grandes traumas”, diz o tricologista Saulo Abrahão, do salão Duo Jardins, em São Paulo. Mas engana-se quem pensa que esses problemas estão única e exclusivamente ligados ao aumento na procura por procedimentos químicos, como tintura e escova progressiva, ou do uso indevido de pranchas, secadores e outras ferramentas térmicas. “Esse tipo de comportamento não faz o fio afinar. O que acontece é que, conforme o afinamento acontece, o cabelo fica mais suscetível a danos mecânicos, como quebra e falta de viço, favorecidos pelos maus hábitos”, explica o tricologista Erick Omar, de São Paulo.

As alterações hormonais são a causa principal nas mulheres. Isso porque, perto da menstruação, elas aumentam a produção da testosterona, o hormônio masculino responsável, entre outras funções, por acelerar o processo de nascimento e queda dos fios. Além de estarem menstruando cada vez mais cedo, as pessoas estão adotando hábitos que desregulam as taxas desses e de outros hormônios. Na lista dos motivos, entram o estresse, as dietas restritivas e a depressão, males totalmente contemporâneos.

Para desvendar a causa e cuidar, é imprescindível consultar um dermatologista. “Loções de uso tópico aliadas a uma alimentação balanceada e a serviços de reposição de nutrientes ajudam a frear o problema”, explica o cabeleireiro Eron Araújo, de São Paulo. Veja abaixo os tratamentos específicos que ajudam no controle e até na prevenção.

Cortando o mal pela raiz

Terapia de luz: conhecido como Capillux, o chapéu age diretamente nos folículos, onde nascem os fios, graças à luz vermelha, que nutre e estimula o ciclo de vida do cabelo, atuando no couro cabeludo e evitando o processo de afinamento. Nele, 198 microlâmpadas de LED atuam em conjunto para um resultado visível a partir de três meses de uso. O gadget tem três níveis de protocolo, variando de acordo com a idade e a intensidade do problema, podendo, inclusive, ser combinado a medicamentos de uso tópico ou oral.

Peeling no couro: o procedimento, até então famoso por ser feito no rosto, tem se tornado o protagonista dos protocolos estéticos para cabelos e um novo passo na rotina de cuidados. Endereços como os salões Studio Tez, Laces & Hair e Spa Dios, este com sedes em São Paulo e no Rio de Janeiro, são boas referências no assunto. Outra boa pedida são os serviços direcionados ao couro cabeludo. “Um couro sadio é o primeiro passo para um cabelo saudável”, explica o cabeleireiro Diego Queiroz, do salão 1838, em São Paulo.

Solução digital: disponível apenas em consultórios, o Bulge Hair Restorations, da LMG, é um equipamento com lasers de baixa frequência, que estimulam a reprodução celular, renovando o bulbo e favorecendo o crescimento capilar. A mesma plataforma oferece um sistema de drug delivery, tecnologia que injeta doses calculadas de remédio em algum local específico, substituindo, em alguns casos, a medicação oral. Combinados, esses mecanismos são indicados principalmente para as pessoas que sofrem de alopécia de causa genética.

Cuidados domésticos

(Divulgação/Divulgação)

1.Tratamento completo para casos em que o afinamento já é visível.
Sistema 2, Nioxin, R$ 250, tel. 0800 7029966.

2.Com proteína de aveia, fortifica e aumenta o diâmetro dos fios.
Xampu e Condicionador Body Luxe, Joico, R$ 102 e R$ 122, tel. (11) 4878 2001.

3.Em três meses, recupera a densidade original dos fios.
Serioxyl, L’Oréal Professinnel, R$ 341, tel. 0800 7017237.

4.Sem enxágue, ameniza o frizz e dá brilho.
Sérum Hydra Rescue, Revlon Professional, R$ 274, tel. (11) 4878 2001.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s