Vintage: os incríveis móveis da casa de Emanuelle Junqueira

O amplo dúplex da estilista fica aconchegante com móveis de design de outras décadas - e assim se torna o melhor lugar para recarregar as energias.

A estilista carioca Emanuelle Junqueira, 41 anos, tem vivido um ano profissional agitado. Além de comemorar os 14 anos de sua marca homônima, conhecida por vestidos de noiva sempre muito delicados, ela tem se envolvido em projetos que vão da ampliação dos itens que desenvolve para sua etiqueta à criação de figurinos para o cinema e o teatro. “Para enfrentar essa maratona de trabalho, ajuda muito ter um lar especial como esse, onde consigo recarregar as energias, descansar e me inspirar”, diz.

Esse lar especial é uma charmosa cobertura dúplex de 500 m² no bairro de Higienópolis, em São Paulo, na qual vive desde o fim de 2015 com o marido, o empresário suíço Stefan Santille, e os dois filhos, Mariana, 13 anos, e Enrico, 10.

Leia mais: A casa de Francesca Monfrinatti une design e garimpos originais

A decoração do apartamento é resultado do encontro de móveis e objetos que vieram das antigas casas da estilista e de seu marido. Muitos deles ocupam agora lugares diferentes, como a mesa de jantar do empresário, que está atualmente em seu escritório. Outros foram repaginados para harmonizar melhor com a nova configuração do mobiliário – um exemplo é o sofá, que ganhou estofamento de linho cinza, cor parecida com o restante da paleta da casa. “Aproveitamos as peças que já tínhamos, pois são lindas e fazem parte de nossa trajetória. Adoro saber que algo me acompanha há muito tempo”, diz a moradora, fã de design retrô. Essa paixão garantiu ao local um perfume de outras décadas. “Quando procuro algo para casa, vou logo a feiras de peças vintage e a antiquários. São as minhas primeiras opções. Aqui em São Paulo, recomendo o Ben Hur Antiguidades, onde encontrei a poltrona Mole, do designer brasileiro Sergio Rodrigues”, afirma. Mas ela também não abre mão de pontuar os ambientes com criações contemporâneas, como as luminárias dispostas na copa, que são assinadas pelo britânico Tom Dixon e foram trazidas na mão de uma de suas visitas a Londres.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s