Dani Suzuki leva crianças refugiadas para passear no AquaRio

A atriz aproveitou a manhã de seu sábado para fazer uma boa ação.

No começo desse ano, Dani Suzuki lutou para trazer crianças refugiadas e em situação de risco ao Brasil. Ao lado da ACNUR (Agência da ONU para refugiados), da IKMR (ONG I Know My Rights) e de outras instituições, a atriz encabeçou o projeto Além das Fronteiras, que ganhou aval do governo para que se concretizasse.

Hoje, a atriz tirou a manhã desse sábado (18) para continuar fazendo o bem e levou as crianças para conhecerem o aquário do Rio de Janeiro, o maior da América Latina. Junto de seu filho, Kauai, Dani festejou e disse que esse projeto a engrandece e que as crianças ficam deslumbradas com esses passeios.

Durante essa semana, foram junto com Bruna Marquezine, Tiago Iorc, Maria Gadú e Elba Ramalho ao Cristo Redentor relembrar o dia que marca 6 anos desde o início da Guerra da Síria.

HOJE foi um dia muito especial, Nosso movimento Amor Sem Fronteiras e a @ikmr_brasil fizemos juntos um ATO PELA PAZ no Cristo Redentor. Infelizmente hoje marca 6 anos de uma guerra que está devastando uma nação inteira. Assustador saber que mais da metade dos refugidos sírios são crianças. Uma realidade que nos faz questionar a humanidade e nossos valores. O nosso encontro aconteceu hoje pela manhã com a presença de 50 crianças refugiadas do Coro infantil Coração Jolie da @ikmr_brasil , crianças da Síria, Irã, Palestina, Iêmen, Jordânia, Angola, Republica Democrática do Congo, Nigéria e Sudão do Sul. Um pedido de Paz pro mundo. Ver meu filho Kauai ali cantando com as crianças foi muito forte e gratificante. Amo sem fim meus amigos que fazem parte desse movimento e fazem tudo isso acontecer! muito orgulho de cada um!! Hoje as crianças brilharam mais uma vez ao lado das vozes mágicas de @elbaramalho @mariagadu @tiagoiorc e maria luisa. Mais um passo na nossa trajetória! #amor #paz #mundo #humanidade #guerra

A post shared by DANNI SUZUKI (@danisuzuki) on

Onde você estava seis anos atrás? Consegue mergulhar na memória pra resgatar o que foi vivido de lá pra cá? Me flagrei fazendo isso, agorinha. Quanta lembrança, quanta coisa vivida. Dá pra viver muita coisa em seis anos, né? Seis anos… Seis anos. Seis anos, hoje, é o tempo que perdura o pior desastre provocado pelo homem desde a Segunda Guerra Mundial. A guerra na Síria já fez 320mil vítimas. Dessas, 96mil civis. Dessas, 17mil crianças. Os impactos econômicos e sociais são devastadores. Quase metade da população forçosamente deslocada e um país em ruínas. Três milhões de crianças sírias cresceram sem saber como é viver num local sem conflito, já que, quando nasceram, o país já estava em guerra. Até então, 5 milhões de refugiados. Infindas atrocidades se repetem a cada dia, por aí. No oriente médio ou ali na esquina, o impacto é em todos nós. O problema, é em todos nós. Hoje pela manhã, a ONG IKMR em parceria com o movimento Amor Sem Fronteiras promoveu um encontro aqui no Rio. Nos juntamos ao Coro Infantil Coração Jolie, composto por 50 crianças refugiadas que vivem no Brasil, com objetivo de entoar a paz. Nosso encontro se inspirou no triste marco de seis anos de guerra na Síria para nos convidar a olhar com carinho para nós mesmos e uns aos outros. Cultivar a paz é um ato constante, e mais próximo do que se imagina. Ser solidário não é algo distante. Façamos todos o que estiver ao alcance de cada um. Se a paz mundial lhe parecer algo muito impossível, comece perdoando alguém que esteja por perto. Já fará diferença. Praqueles com maior influência e liderança, a coragem para engajamentos político/sociais. Praqueles com maior atenção voltada para si, o holofote para a disseminação da conscientização. Praqueles com recursos a disposição, a contribuição. E, pra todos nós, o amor. Que o singelo Ato Pela Paz dessa manhã possa reverberar nos corações por aí. No meu, certamente reverberou. Obrigado @danisuzuki por nos mobilizar e nos transformar. Tua força me inspira. E obrigado @ikmr_brasil por nos presentear com o brilho do olhar dessas crianças. ————————————- Foto por Anderson Borde / AG News

A post shared by TIAGO IORC (@tiagoiorc) on

Por mais iniciativas como essa!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s