CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

O importante encontro de Rihanna e o presidente da França

Rihanna deu uma pausa na divulgação do seu filme Valerian para uma conversa séria com o presidente da França, Emmanuel Macron

Por Elisa Duarte Atualizado em 20 jan 2020, 09h43 - Publicado em 27 jul 2017, 13h42

Há cerca de um mês, precisamente no dia 23 de junho, Rihanna chamou atenção de alguns líderes mundiais sobre o comprometimento deles com a educação. Ela usou o twitter para convoca-los para uma conversa. Emmanuel Macron, presidente eleito da França foi um dos seus alvos. “ Bom dia, Emmanuel Macron, a França vai se comprometer com o Fundo Educacional?”, perguntou a caribenha.

Nesta quinta-feira, 27, Rihanna obteve sua reposta. A cantora foi uma das convidadas do presidente francês para discutir o assunto. Ela é fundadora da Clara Lionel Foundation, ONG que financia recursos para educação e saúde ao redor do mundo,  inclusive Brasil, e embaixadora do Global Partnership for Education que apoia projetos educacionais em mais de 60 países. Rihanna também mantém o centro de excelência de oncologia e medicina nuclear para diagnosticar e tratar câncer de mama no hospital Rainha Elizabeth, em Bridgetown, Barbados.

Rihanna e Emmanuel Macron
Rihanna e Emmanuel Macron

Após o encontro com o presidente e a primeira dama, Brigitte Macron, no palácio do Eliseu, Rihanna fez um breve depoimento: “ Tive um encontro incrível com o presidente e a primeira-dama, eles foram bastante acolhedores. Nós conversamos sobre a educação, sobre um ponto de vista mundial. Teremos grandes anúncios para setembro e outro ainda maior em outubro, sobre a África. Este é o ano da educação”, encerrou a cantora. A cantora escreveu em seu Instagram que eles ajudarão cerca 264 milhões de crianças! 

Rihanna, eleita a ativista do ano de 2017 pela Universidade Harvard por seus projetos humanitários, não deixou de lado o fashionismo. Para o encontro, ela usou camisa assimétrica e calça Dior e blazer Balenciaga oversized. Na foto postada por ela, dá para ver o presidente tentando alinhar as magnas da cantora.

Segundo alguns jornais europeus, a visita de Rihanna também serviria para ajudar a levantar a popularidade do político, em baixa desde o corte no orçamento da defesa e da habitação. A sondagem realizada no domingo,23, revelou uma queda de dez pontos percentuais na sua popularidade desde que chegou ao poder em maio – de 64% de aprovação para 54%. Nesta semana, Macron também recebeu o cantor Bono Vox, do U2, para discutir projetos sociais.

 

Continua após a publicidade
Publicidade